Bigindicator

Compressões

Event  |  Reviews  |  Comments
20160816174036-normal_caioaterro_tobiascompressoes4
Compressions (detail), 2016 © Courtesy of the Artist and Luciana Brito Galeria
Compressões

Avenida Nove de Julho 5162
CEP 01406-200 Sao Paulo
BR
September 4th, 2016 - October 28th, 2016
Opening: September 3rd, 2016 12:00 PM - 8:00 PM

QUICK FACTS
WEBSITE:  
http://www.lucianabritogaleria.com.br/
NEIGHBORHOOD:  
Cidade
EMAIL:  
info@lucianabritogaleria.com.br
PHONE:  
+5511 3842 0634
OPEN HOURS:  
Tue-Fri 10-7; Sat 11-6

DESCRIPTION

Tobias Putrih

Represented by the gallery for three years now, Tobias Putrih (Slovenia, 1972) presents his first solo show at Luciana Brito Galeria, Compressões [Compressions]. Departing from Rino Levi’s concept of a living room compressed between two layers of tropical garden – also designed by Burle Marx –, screens of corrugated extensible cardboard create semitransparent barriers in the exhibition space. The flexible honeycomb cardboard used in furniture industry as a filling material in a door construction is manipulated by subtle compressions. The artist uses colored laundry clips to develop playful visual distortions and at the same time controls transparency of the panels. The show installation features 13 honeycomb panels suspended from the ceiling redefining Levi’s house "living room" space and directing visitors’ view on the garden.

The flexible honeycomb cardboard structure serves the artist as an “open” structure, and different distortions of the structure are proposals for possible “play” scenarios. Often positioning his sculptures and architectural installations as performative objects and spaces, Putrih is ultimately interested in functionality and possibility of viewers' interaction with the object. In this case the gallery will organize a workshop with children from the local school where kids will be able to construct their own panels and constructions using honeycomb cardboard, scissors, paper glue and laundry clips.

The gallery also features the second installation created by the artist from five small rocks mounted on top of five framed inkjet prints. Entering prehistoric cave Potocka Zijalka on the mountainous border between Slovenia and Austria, Putrih collected rocks and measured the amount of light beside each rock. These measured values - from a sunny entrance to the cave to a pitch black darkness of its depths - were then translated into the monochromatic prints, from white, different values of gray to black. 

Questioning “performance” value of random rock found in a cave, Putrih points the viewer towards an empty image. He again positions the artwork as a scenario, offering to the visitor a simple almost nonsensical “protocol” of engagement with a random rock inside particular cave.

 

Art Weekend

The opening of the exhibitions is part of the Art Weekend program, that happens on the weekend prior to the inauguration of 32nd São Paulo Biennial. The action is coordinated by Abact’s (Brazilian Association for Contemporary Art) Projeto Latitude – whose current president is Luciana Brito – and aims to create a contemporary art circuit in the city with several simultaneous openings.

During Art Weekend, the gallery remains open on Friday, from 5pm to 10pm, and on Saturday and Sunday, from 12pm to 8pm.


Tobias Putrih: Compressões

Representado pela galeria há três anos, Tobias Putrih (Eslovênia, 1972) apresenta sua primeira individual na Luciana Brito Galeria, Compressões. A partir da ideia de Rino Levi de uma sala de estar comprimida entre duas camadas de jardim tropical – também projetado por Burle Marx –, telas de papelão corrugado extensível formam barreiras semitransparentes no espaço expositivo. O material (bastante flexível, industrialmente utilizado para o preenchimento de portas) é manipulado por sutis compressões. O artista usa pregadores de roupa coloridos para desenvolver distorções visuais lúdicas, ao mesmo tempo controlando a transparência visual dos painéis. A instalação compreende 13 painéis suspensos pelo teto, redefinindo a “sala de estar” da casa de Levi e direcionando o olhar do público ao jardim. 

Esta estrutura flexível de papelão corrugado é encarada pelo artista como uma estrutura “aberta”, e diferentes distorções são propostas para possíveis cenários lúdicos. Apresentando frequentemente suas esculturas e instalações arquitetônicas como objetos e espaços performativos, Putrih tem um interesse fundamental na funcionalidade e possibilidade de interação dos visitantes com os objetos. Neste caso, a galeria irá realizar um workshop com crianças de uma escola local em que elas poderão criar seus próprios painéis e construções utilizando papelão corrugado, tesouras, cola de papel e pregadores de roupa.

A mostra ainda inclui uma segunda instalação criada pelo artista a partir de cinco pequenas pedras instaladas sobre as molduras de cinco impressões a jato de tinta. Na caverna pré-histórica Potocka Zijalka – localizada na fronteira montanhosa entre a Eslovênia e a Áustria – o artista coletou pedras e mediu a quantidade de luz dos locais onde as encontrou. Essas medidas – da entrada ensolarada da caverna à escuridão de sua profundidade – foram então traduzidas em impressões monocromáticas, do branco a diferentes gradações de cinza e preto.

Questionando o valor performativo de pedras arbitrárias encontradas em uma caverna, Putrih aponta ao espectador uma imagem vazia. Ele novamente coloca a obras de arte como um cenário, oferecendo ao visitante um protocolo simples e arbitrário de engajamento com uma pedra qualquer encontrada dentro de uma caverna.

 

Art Weekend

A abertura das exposições integra a programação do Art Weekend, que acontece no final de semana prévio à inauguração da 32a Bienal de São Paulo. A ação é coordenada pelo Projeto Latitude, da Abact (Associação Brasileira de Arte Contemporânea) – atualmente sob presidência de Luciana Brito – e tem por objetivo criar um circuito de arte contemporânea através da cidade, com diversas aberturas simultâneas.