STREET now open! Chicago | Los Angeles | Miami | New York | San Francisco | Santa Fe
Amsterdam | Berlin | Brussels | London | Paris | São Paulo | Toronto | China | India | Worldwide
 
São Paulo

Galeria Logo

Venue Display
Galeria Logo
Rua Artur de Azevedo, 401
05404-010 São Paulo
Brazil
Venue Type: Gallery

Neighborhood:
cidade



,
> CURRENT EXHIBITIONS & EVENTS
June 7th - August 9th Acessos
Carlos Dias
 
June 7th - August 9th AUTOCONTROLE (Self-Control)
Fabiano Rodrigues
 
> QUICK FACTS
WEBSITE:  
http://www.galerialogo.com/
EMAIL:  
info@galerialogo.com
OPEN HOURS:  
Tue-Fri 11-7; Sat 11-6
PHONE:  
+5511 30620865
FAX:  
+5511 30622381
GALLERY TYPE:  
Contemporary
[large map]
DESCRIPTION

LOGO was born in 2011 from an alignment of three different points of view for the art world: Carmo Marchetti, graduated in History of Art from Università di Roma, with specializations from the Institute of Contemporary Art and Sotheby’s, in London. She was a curator for exhibitions like Contra o Verso (Bergamin Gallery, 2008) and for projects for institutions such as the Museum of Latin American Art, in California; Lucas Ribeiro, also known as “Pexão”, journalist and curator, is the founder of Adesivo gallery (2003 – 2008) and today owns Fita Tape gallery in Porto Alegre. He’s a partner in the creative studio NOZ.ART and is the curator of the traveling urban and contemporary art museum exhibition TRANSFER; Marcelo Secaf, a radiologist, is a contemporary art collector and consultant. He was a board member at the Pinacoteca do Estado de São Paulo for six years, four of which as president.
-
Located at Rua Artur de Azevedo, 401, LOGO occupies the space projected by architect Felippe Crescenti for one of the first contemporary art galleries in São Paulo, Subdistrito. And it was exactly through this gallery that Marcelo Secaf, one of LOGO’s partners, started collecting art in the 80’s. With the end of Subdistrito, Raquel Arnaud occupies the property in 1992 with her Gabinete de Arte, where she has made history, showcasing exhibitions for almost two decades until she moved to Rua Fidalga in 2011.
-
LOGO gallery occupies this historical address with a new proposal: to present and discuss art that emerges from parallel universes, from independent initiatives and from urban culture. It’s a vision that takes into consideration the artists’ production in its whole amplitude, beyond the circuit of galleries and museums, evidencing the relevance of their works to society. As for the name LOGO, it symbolizes the consciousness that the world today is moved by visual communication. It’s an analogy for the artistic production that, like a good logo, attracts the eyes and communicates without words in order to stimulate the interpretation of different layers of meanings.


A LOGO nasce do alinhamento de três pontos de vista distintos para a arte contemporânea: Carmo Marchetti, formada em História da Arte pela Università di Roma, com especializações no Institute of Contemporary Art e na Sotheby’s, em Londres. Foi curadora de exposições como Contra o Verso (Galeria Bergamin, 2008) e projetos para instituições como o Museum of Latin American Art, na Califórnia; Lucas Ribeiro, mais conhecido como “Pexão”, jornalista e curador, sócio-fundador da galeria Adesivo (2003 – 2008) e diretor da galeria Fita Tape, em Porto Alegre. É sócio do estúdio de criação NOZ.ART e idealizador da mostra itinerante de arte urbana e contemporânea TRANSFER; Marcelo Secaf, médico radiologista, colecionador e consultor de arte contemporânea. Integrou o Conselho Administrativo da Pinacoteca do Estado de São Paulo por seis anos, quatro deles como presidente.
-
Localizada na Rua Artur de Azevedo número 401, a LOGO ocupa o espaço projetado pelo arquiteto Felippe Crescenti para uma das primeiras galerias de arte contemporânea de São Paulo, a Subdistrito. E foi justamente através dessa galeria que Marcelo Secaf, um dos sócios da LOGO, começou colecionar arte, nos anos 80. Com o fim da Subdistrito, em 1992 Raquel Arnaud passa a ocupar o imóvel com seu Gabinete de Arte, onde fez história realizando exposições por quase duas décadas, até se mudar esse ano para a Rua Fidalga. A galeria LOGO ocupa o endereço histórico com uma nova proposta: apresentar e discutir arte que emerge de universos paralelos, de iniciativas independentes e culturas urbanas. Uma visão que considera a produção dos artistas em toda sua amplitude, além dos circuitos das galerias e museus, evidenciando a relevância de suas obras para a sociedade.
-
Desde sua inauguração, em agosto de 2011, a LOGO foi celebrada na imprensa, em veículos como Folha, Estadão, Select, Bamboo e Isto É, e se destacou em feiras de arte contemporânea, como a SP-Arte e ArtRio. Em seu programa expositivo, mostrou individuais extensas, como a exposição Obra, de Fabio Zimbres, ambiciosos projetos internacionais, como a coletiva Preguntame Como, percursos reunindo obras de diferentes décadas da produção de um artista, a exemplo de S.I.G.L.A., de Patricia Furlong, e diálogos com nomes emblemáticos da arte contemporânea brasileira, como a mostra Solitário inconformado, de Leonilson. Com o trabalho da galeria, seus artistas representados rapidamente passaram a integrar importantes coleções de arte particulares e institucionais, como foi o caso de Sesper (Itaú Cultural), Fabiano Rodrigues (Banco Espírito Santo), Walter Nomura (Pinacoteca do Estado de São Paulo) e Lin Yi Hsuan (Instituto Figueiredo Ferraz).
-
Quanto ao nome LOGO, ele simboliza a consciência de que o mundo hoje é movido pela comunicação visual. Uma analogia para a produção artística que, como uma boa logomarca, atrai olhares e comunica sem palavras, para então estimular a interpretação de diferentes camadas de significado.


Copyright © 2006-2013 by ArtSlant, Inc. All images and content remain the © of their rightful owners.